Mesmo após 20 anos de sua morte, as ideias de Betinho continuam relevantes para superarmos os desafios de hoje. Suas concepções sobre democracia, participação cidadã, combate às desigualdades ainda têm poder mobilizador e transformador. Acreditando nisso, criamos esse espaço para lembrarmos histórias, pensamentos, ações, campanhas, iniciativas animadas por Betinho que ficaram registrados na memória e coração de seus amigos e admiradores.

All Sebastião SoaresRicardo RebouçasAndré Spitz e Gleyse PeiterLuiz Pinguelli RosaAlfredo LauferPadre Ricardo Rezende FigueiraLuiz Fernando LevyCândido GrzybowskiZuenir VenturaPedro CelestinoMárcio Moreira AlvesNádia RebouçasGilberto GilAlcione AraújoDomingos de OliveiraChico AlencarAgostinho GuerreiroMauro MorelliFrei BettoRenato S. MalufMoacir ReisNathalie BeghinLeonardo BoffMaria NakanoChico MenezesRibamar AraújoJuliana DiasCarlos AfonsoDaniel de SouzaHugo OliveiraMarcelo Quites MachadoEric Túlio de França
Betinho não morreu

Betinho não morreu

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Como, às vezes, os afazeres profissionais me faziam ficar semanas sem ter com Betinho aquelas conversas sensacionais que tínhamos quando nos encontrávamos, é difícil mentalizar que ele não está vivo. Aliás, acho mesmo que ele vive não só nas nossas cabeças como na alma do povo…”

Compromisso com a ética na política

Compromisso com a ética na política

“Esse compromisso com a ética na política me aproximou do Betinho”.

Não dá pra não sentir

Não dá pra não sentir

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Recebo atrasado o pedido de colaboração para este livro e por isso tenho que correr. Falar o que mais do Betinho?”

Ele olhava pra frente, sempre

Ele olhava pra frente, sempre

“Já se passaram vinte anos e ele está aí tão presente, como se fosse ontem.”

Betinho, uma visão original

Betinho, uma visão original

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Conheci Betinho em 1988, quando foi convidado para ser o “Ouvidor”, ou Ombudsman, da Prefeitura. Era um momento de crise no Município do Rio de Janeiro…”

Moção em homenagem a Herbert de Souza, Betinho

Moção em homenagem a Herbert de Souza, Betinho

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Betinho, por sua história, tinha a capacidade de estimular e mobilizar o lado indignado de cada um de nós. Sempre surpreendidos por suas tiradas e por sua forma singular de observar e interpretar os fatos e a vida…”

Memória e legado do Betinho- profeta e pastor

Memória e legado do Betinho- profeta e pastor

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Nosso caminhos se cruzaram em 1981, quando comecei minha missão como bispo fundador da Diocese de Duque de Caxias e São João de Meriti, na Baixada Fluminense…”

Betinho

Betinho

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Aquele corpo franzino, desgastado com a virulência da doença, escondia uma alma forte, exuberante, consciente e afirmativa…”

Betinho, o militante da utopia

Betinho, o militante da utopia

DUAS MENSAGENS DE FREI BETTO

“Querido Betinho: faz 20 anos que você nos deixou. Não imagina a falta que faz ao Brasil. Você lutou para transformá-lo, na direção da utopia libertária…” (julho de 2017)

“Utopia é sonhar acordado. Quem incutiu em Betinho e em toda uma geração de jovens cristãos a arte da utopia foi o confrade, frei Mateus Rocha, a quem Betinho considerava seu “pai espiritual…” (1998)

Minhas memórias de Betinho

Minhas memórias de Betinho

Economista e professor, Renato S. Maluf fala sobre suas histórias com o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e traz reflexões sobre o papel da sociedade civil para a realização da democracia.              

Sêu Betinho

Sêu Betinho

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“O senhor é um santo. Sêo Betinho” – dizia a mulher humilde, segurando emocionada a mão de Betinho entre as suas. “Foi Deus que mandou o senhor pra nós” – ela insistia, enquanto Betinho sorria o seu sorriso maroto, tentando disfarçar o constrangimento…”

A História e o Betinho

A História e o Betinho

DUAS MENSAGENS DE SEBASTIÃO SOARES

“Extremamente inteligente, extremamente perspicaz, ele sabia falar e sabia ficar quieto, sabia valorizar as pessoas.” (VÍDEO, agosto de 2017)

“Vou me referir a uma trabalho realizado pelo Betinho, em parceria com o Senador Teotônio Vilela. Não é um episódio muito conhecido; apenas uns poucos amigos que participaram dele têm conhecimento…” (1998)

Coisas que o Betinho me ensinou (direta ou indiretamente)

Coisas que o Betinho me ensinou (direta ou indiretamente)

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Betinho era um homem misterioso. Aquela simplicidade continha muitos mistérios. Era fácil ver que, homem muito sensível, ele sabia do sofrimento, já tinha sofrido muito…”

Ele moveria multidões

Ele moveria multidões

“Diante dessa situação que está hoje o Brasil e o mundo, o Betinho iria ficar muito indignado.”

Betinho, inquieto e libertário

Betinho, inquieto e libertário

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Há o tempo do silêncio e o da palavra. Se houve alguém com a dimensão da hora, esse alguém foi Betinho. Ele sabia sussurrar e gritar…”

Betinho foi um privilégio que a vida me deu

Betinho foi um privilégio que a vida me deu

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Ele soube, antes dos outros, que já vivíamos a época das propostas alternativas para o debate. Foi assim, em 1982, quando um grupo de colaboradores voluntários fez um livro sobre o futuro da Amazônia Oriental…”

Betinho

Betinho

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“O 10º Congresso da Juventude Universitária Católica (JUC) reuniu-se no Rio de Janeiro, em 1969. As delegações do Rio e de São Paulo eram tradicionais e mornas. Pregavam a colaboração entre as classes sociais, a caridade…”

Adeus, Betinho! Oi, Betinho!

Adeus, Betinho! Oi, Betinho!

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Betinho morreu, mas está com a gente! Com o sorriso e o olhar que só ele tinha. Betinho foi muito importante para nós. Foi um dos primeiros a apoiar a criação do Idaco.”

Paradigma

Paradigma

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“O trabalho do Betinho, em prol de uma sociedade mais justa e equilibrada, conta-se entre os mais belos e generosos gestos de um ser humano em nosso tempo…”

Betinho, a internet e a Ação da Cidadania – os percalços de hoje

Betinho, a internet e a Ação da Cidadania – os percalços de hoje

“Foi uma grande aventura, cercada de algumas divergências e de muitas convergências.”

Imitá-lo é preciso

Imitá-lo é preciso

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“A excepcionalidade do Betinho foi construir-se como um ser plenamente humano, embora as incríveis dificuldades que a vida lhe impôs pudessem encaminhá-lo para o rumo do “especial” ou “problemático”…”

Reconstrução do Brasil a partir de baixo

Reconstrução do Brasil a partir de baixo

“A lembrança maior que tenho de Betinho é o sentido de reconstrução do Brasil a partir de baixo.“

Betinho, um engajamento pela vida e pela democracia

Betinho, um engajamento pela vida e pela democracia

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Sem sombra de dúvida, Betinho foi um grande lutador. Lutou pela vida antes de tudo. Sua própria vida e a de nós todos. De onde tirou tanta força?”

Ele era diferente

Ele era diferente

DUAS MENSAGENS DE NÁDIA REBOUÇAS

“Ele nos ensinou a nos indignarmos. Nesse momento que a gente atravessa, é extremamente importante a gente ouvi-lo para que a gente não perca a indignação…” (VÍDEO, agosto de 2017)

“Os olhos pronunciavam e a boca emitia luz. Mais ou menos como se as palavras tivessem luz própria, assim como as estrelas…” (1998)

20 anos sem Betinho, um grande parceiro do Inesc na luta contra a fome e por direitos

20 anos sem Betinho, um grande parceiro do Inesc na luta contra a fome e por direitos

“O Betinho era uma pessoa muito bem humorada, criativa e com uma energia invejável. Não tinha papas na língua e nem medo da luta. “

Valores que ainda são tão atuais

Valores que ainda são tão atuais

“Quando o jovem começa a se entender como participante da sociedade (…) ele começa a se enxergar de forma diferente, inclusive a participar das soluções do seu próprio território.”

Trabalhar juntos

Trabalhar juntos

“O maior legado e o maior propósito do Betinho sempre foi ser uma ponte de diálogo entre opostos.”

A mobilização da cidadania é política

A mobilização da cidadania é política

Texto extraído do livro Mobilização: Betinho & a cidadania dos empregados de Furnas, de 1998.

“Rio, 1980. Alguma noite de outubro/novembro, pois estava muito quente. Reunião no Cebrade – Centro Brasil Democrático sobre as perspectivas das oposições na luta contra o regime militar moribundo. Ao chegar, entro no elevador com um sujeito magro, esquelético…”

É preciso falar de fome

É preciso falar de fome

“Para falar de comida, é preciso falar de fome.”